olá, segunda-feira blue!

23/06/2008

Sonhei que conhecia Kilgore Trout, personagem alter ego do escritor Kurt Vonnegut! Apenas isso já é motivo de risos. Kilgore era bem louco, não sei se o suportaria ao vivo.rs. Por causa do sonho, e porque gosto do modo de escrever de Vonnegut, transcrevo uma boa reflexão de Trout, em Café-da-manhã dos campeões,  sobre o motivo que leva os humanos a não rejeitarem idéias ruins.

“As idéias na Terra eram sinais de amizade ou inimizade. O conteúdo delas não tinha importância. Amigos concordavam com amigos, com o objetivo de expressar amizade. Inimigos discordavam de inimigos com objetivo de expressar inimizade.
“Por milhares de centenas de anos, as idéias dos terráqueos não tiveram importância, uma vez que eles não podiam mesmo fazer muita coisa a respeito delas. As idéias podiam ser tanto sinais quanto qualquer outra coisa.
“Eles tinham até mesmo um ditado sobre a futilidade das idéias: ‘ se sonhos fossem cavalos, os mendigos seriam todos cavaleiros’.”

Para quem não conhece o texto, explico: Não é um livro de auto-ajuda. Muito pelo contrário. O autor escreveu como se explicasse para  ETS sobre o funcionamento da Terra e seus problemas sociais, ambientais, políticos etc. E os desenhos explicativos e toscos são risadas à parte. A trama é bem divertida, irônica, alucinada e real.