Anti-campanha

SOS Mata Atlântica
SOS Mata Atlântica

A campanha do xixi durante o banho é uma ideia tosca,  feita para ser falada de qualquer jeito. E é um sucesso, nesse ponto, porque muita gente está comentando sobre o tema. A produção das peças é bem feita, bonitinha, com desenhos  e animações. Mas, como proposta de mudança de hábito, é uma tolice.

Se 75%  urinam no banho, como diz o site, então a ONG chove no molhado ao lançar a mobilização com esse mote.  Tudo bem, não é só isso, pois a campanha aponta outras ações que contribuem para a preservação do meio ambiente.  Mas uma outra recomendação estranha (ou irônica) é a que diz para lavar verduras no banho.  Alguém já tentou isso?

O mais engraçado é  o povo dizer que acha super legal a iniciativa, e que a família toda já “mirava no ralo” 😀  Não é interessante como as pessoas falam “coisas” apoiadas em uma campanha?

Não é nojinho meu, ora,  quem quiser urinar no seu banheiro, que o faça. Eu penso no quanto aumentaria o uso de de detergentes, desinfetantes e de água para lavar o banheiro.  Sim, porque também é preciso aumentar a frequência da faxina…

Enfim, campanha fofa,  dinheiro mal empregado.

Empresa contesta pesquisa

No mês passado, um vazamento de resíduos químicos provenientes do refinamento de bauxita pela empresa Alunorte, instalada em Barcarena-PA, contaminou  mais uma vez o rio Murucupi.  O resultado foi o aumento de mortandande da fauna aquática e  a tranformação da água em um líquido avermelhado.

O recém-publicado laudo do Instituto Evandro Chagas sobre a contaminação é contundente: “Afetou o meio ambiente de forma significativa. Os riscos existem para todos os seres vivos que têm relação com o rio, incluindo o homem”. Mas,  mais uma vez, a resposta contestadora da empresa é construída sobre uma deslizante redação de relações públicas: “as operações de beneficiamento da bauxita da Alunorte estão rigorosamente dentro dos padrões estabelecidos pela legislação ambiental (…) o acidente foi provocado por um fenômeno da natureza”.

Uso o discurso da empresa para perguntar: isso acontece porque   “a  obsessão pela preservação do meio ambiente é um dos valores da Alunorte”? ou   são seus  “Pequenos e grandes gestos que fazem de Barcarena um lugar melhor para se viver.”?

Quantas repetições de acidentes e laudos serão necessários para que os órgãos fiscalizadores tomem providências que protejam a comunidade?

=>Veja no  Quinta Emenda e no VioMundo mais sobre o laudo dos pesquisadores  e a resposta da Alunorte. E veja no Pérolas das assessorias, pérolas de outras assessorias.