leu minha mente!

27/08/2007

cerebro.gif

Quadrinho 1: Cérebro, preciso devorar um cérebro imediatamente!

Quadrinho 2: Que tal este aqui, professor Fritz, Phd em Heidegger e fenomenologia na Sorbonne!

Quadrinho 3: Me ataca o fígado!

É isto que penso, quando leio ou ouço coisas muito exageradas de gente que acha tudo lindo e fofo ou tudo feio e medonho… Enfim, gente over me ataca o fígado. Caco Galhardo (o cartunista) tem sido meu espelho de humor..rs.

Anúncios

eu também quero ser John Malkovich

16/08/2007

Quando eu escrevi meu último post, Mr. Keen ainda não tinha virado coca-cola de jornal e revista no Brasil. Depois que a Folha publicou a entrevista, o homem foi citado em outros veículos.

Nesse meio-tempo, o jornal O Estado de São Paulo lança uma campanha pretensiosa a seu favor, mas besta e preconceituosa contra blogueiros. É a “grande mídia” metendo os pés pelas mãos – sem noção.

Hoje o UOL notícias republica uma matéria da Prospect Magazine, cujo tema principal é o pensamento de Andrew Keen contra a web 2.0. O autor do texto critica as idéias de Keen, apresentando-as como fracas e descompensadas, quando  fala, por exemplo, que o futuro da internet será uma ditadura de idiotas, onde muitos participam, mas poucos tem algo a dizer. Que pensamento radical e cheio de mágoa!

Enfim, acho tudo apocaliptico (Keen, Estadão). Não suporto pensamento de fim catastrófico do mundo. Claro que existem blogs e blogues, sites e saites, revistas e Revistas etc. E o consumidor/leitor é o cara que vai decidir com quem perder tempo e dinheiro. Eu fico com o pensamento irônico de Mark Dery. Ele detona os blogueiros que querem se comparar à mídia de massa na disputa pela “verdade” dos fatos. Mas admite que o bacana dos blogs é que o leitor pode entrar na “mente” dos outros e ver o mundo a partir de muitos olhos – o efeito “Quero ser John Malkovich“.   Eu quero ser mais um bando de gente, não necessariamente devo concordar com todo mundo.