A adolescência como ícone

Há muito que se fala no “culto ao modo de viver da juventude”, acho que mais fortemente desde a década de 50/60, com estudos sobre a cultura de massa. Mas percebi que de uns 2 anos pra cá o termo kidult vem sendo empregado com frequência em matérias sobre comportamento e relacionamento. Creio que é porque fica cada vez mais explícito o desejo de (muitos) adultos retornarem à infância – e não é apenas colecionando brinquedinhos caros. Também vejo isso em atitudes (frescurites e pitis), formas de vestir (barbies de meia idade), manias(diversas) e falas. Conheço gente com mais de 30 que se comporta como adolescente cabeçudo, capaz de cenas idênticas ao do meu irmão de 14 anos, que, por sinal, não vê a hora de ter 18. Acho que é bacana sim valorizar a vivacidade da adolescência, a curiosidade, o desejo, a paixão, mas não aquelas coisinhas chatas, aquele nhenhenhém insuportável. [motivo do post: Há semanas tenho que aguentar uma criatura assim. Faltam ainda umas 3 semanas p/ me livrar deste treentão!]

Não por acaso, encontrei este texto que abre algumas reflexões sobre a adolescência hoje: Como o advento da adolescência “engoliu” os adultos do planeta, de Carlos Haag, na Revista de Pesquisa da Fapesp, de março. “Como sair da adolescência numa cultura que desvaloriza a própria posição do adulto como aquele que pode renunciar ao gozo da imediatez em nome de um ideal a ser atingido?” (profa. LucianaCoutinho, citada na matéria).

10 respostas para A adolescência como ícone

  1. Karina Porto Firme disse:

    Ei Alessandra, depois um tempinho sumida resolvi dar o ar da minha graça por aqui!! rs
    Muito bacana este novo espaço, prometo voltar mais vezes!
    Ah! Em breve te conto uma novidade bem bacana!
    Bjos.

  2. Barbie balzaca é demais! Porque 3 semanas?

    beijos

  3. juca disse:

    Delícia de post…pena o trintão…rs
    Bjs

  4. Ei, Milton. É um horror, hein? eu vejo umas senhoras q sinceramente..rs… Daqui a 3 semanas, porque é o tempo que termina essa temporada de trabalho junto com tal pessoa!! Ufa! Ainda bem!

  5. Thaís Bergami disse:

    Esse ai merece a camisa “No comment”..riso..
    Bjs =-)

    Thaís, sim, merece um camiseta com muitos *no comment* e eu desconfio que até uma *camisa* especial! rs

  6. Thaís Bergami disse:

    Opâ… Esqueci de falar. Adorei o template das mãozinhas. =-)

  7. hanny disse:

    barbie balzaca foi tudo de bom rsrsrs pior quando começa a falar que nem criança… ô beleza rsrsrs

    alê, vi esse texto e lembrei de um post dias atrás aqui no karapanã sobre a propaganda nonsense da diesel. http://descolex.blogspot.com/2007/04/impostura-verde.html

    bjos

    Valeu, Hanny! bjs pra ti

  8. Adri Amaral disse:

    ai, sinceramente não tem condições dessa sbarbies balzacas…rs

  9. Hermes disse:

    Já sei no teu aniversario não queres estes briquedinhos…

  10. ótimo post! você me fez até dar mais um clique só pra ler a matéria.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: